Padre Vítor Coelho é declarado venerável

O Papa Francisco autorizou a promulgação dos decretos para quatro novos veneráveis, entre eles o brasileiro redentorista Vítor Coelho de Almeida, que foi diretor da Rádio Aparecida. Também será beatificado o ucraniano Peter Paul Oros com o reconhecimento do seu martírio.

vatican news

Na audiência concedida ao cardeal Marcello Semeraro, nesta manhã de sexta-feira (05) o Papa Francisco autorizou a promulgação dos decretos das virtudes heroicas de quatro novos veneráveis, entre eles o brasileiro, padre Vítor Coelho de Almeida, missionário redentoria e que foi diretor da Rádio Aparecida. Também foi reconhecido o martírio do ucraniano Peter Paul Oros que será proclamado Beato.

Evangelização pela Rádio

O Servo de Deus Vítor Coelho de Almeida, professo sacerdote da Congregação do Santíssimo Redentor; nasceu em 22 de setembro de 1899 em Sacramento e faleceu em 21 de julho de 1987 em Guaratinguetá, redentorista prestava serviço pastoral no Santuário Mariano de Aparecida, onde havia sido transferido enquanto convalescia da tuberculose. O período de sua doença foi uma oportunidade para que ele se familiarizasse com os meios de comunicação radiofônicos. De fato, ele se juntou à equipe da Rádio Aparecida desde o início das transmissões em 1951, tornando-se vice-diretor em 1958 e gerente geral em 1965. Para o padre Vítor a Rádio Aparecida era um instrumento de evangelização e de difusão dos ensinamentos do Concílio. Apreciado por sua simplicidade na comunicação, logo ficou famoso e muitas pessoas se dirigiam a ele em busca de conselhos e de ajuda. Em 1969, as transmissões da Rádio Aparecida foram suspensas por ordem do regime militar, que considerou “subversivo” seu discurso de 1° de janeiro comentando a "Declaração dos Direitos Humanos".

Padre Vítor Coelho com romeiros

Também foram reconhecidas as virtudes heroicas dos seguintes Servos de Deus:

  • Jesús Antonio Gómez Gómez, sacerdote diocesano; nascido em 26 de março de 1895 em El Santuario, na Colômbia, falecido em 23 de março de 1971 em Medellín.
  • Umile da Genova (nome de nascimento Giovanni Giuseppe Bonzi), sacerdote professo da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, fundador da Ópera Sorriso Franciscano e da Congregação do das Pequenas Servas do Menino Jesus; nascido em 21 de abril de 1898 em Gênova, na Itália e falecido em 9 de fevereiro de 1969.
  • Juán Sánchez Hernández, Sacerdote da Sodalício dos Sacerdotes Operários Diocesanos do Coração de Jesus, Fundador do Instituto Secular dos Servidores Seculares de Jesus Cristo Sacerdote; nascido em 9 de novembro de 1902 em Villanueva del Campillo, na Espanha e falecido em 18 de julho de 1975 em Madri.

 

Novo Beato

O Papa reconheceu o martírio do Servo de Deus Peter Paul Oros, sacerdote da Eparquia Greco-católica de Mukačevo, Ucrânia. Nascido em 14 de julho de 1917 em Biri, na Hungria, assassinato em ódio à fé, em 28 de agosto de 1953 em Siltse, na Hungria.

Dúvidas? Entre em contato
91 3425-1108

Praça da Catedral, n° 368. Centro. Bragança-Pará.

secretario@diocesedebragancapa.org.br

Boletim de Notícias

Deixe seu e-mail para ser avisado de novas publicações