Família com um diácono, um seminarista e dois sacerdotes evangeliza as redes sociais

Em declarações à ACI Prensa, o Pe. Ronal informou que as vocações formadas em sua família e em sua cidade natal La Tulia, Valle del Cauca (Colômbia), com cerca de três mil habitantes, foram o resultado dos grupos de oração e adorações ao Santíssimo Sacramento que o Pe. Juan Carlos Narvaez fundou nos anos 90.

Por Cynthia Pérez

Pe. Ronal Mauricio Pulido Martínez é um sacerdote colombiano de 35 anos conhecido por evangelizar através do YouTube, juntamente com seu irmão, que também é sacerdote, outro que é seminarista e seu pai, que é diácono permanente.

Pe. Ronal, que também tem uma irmã e cuja mãe faleceu em 2008, reside em Bogotá (Colômbia).

Em declarações à ACI Prensa, o Pe. Ronal informou que as vocações formadas em sua família e em sua cidade natal La Tulia, Valle del Cauca (Colômbia), com cerca de três mil habitantes, foram o resultado dos grupos de oração e adorações ao Santíssimo Sacramento que o Pe. Juan Carlos Narvaez fundou nos anos 90.

O sacerdote contou que seus pais assumiram uma grande liderança nesses grupos de oração, tanto que, entre 2001 e 2002, seu pai, Gerardo Pulido, foi chamado pelo pároco para iniciar seus estudos para o diaconato permanente na diocese de Cartago, em Cali.

Durante a etapa de formação de seu pai, “a semente da Palavra de Deus foi semeada” em sua família; portanto, depois de terminar o ensino médio, aos 17 anos de idade, “me vinculei mais no serviço paroquial”. No entanto, somente na vigília de 2002 que Ronal sentiu o chamado a uma vocação sacerdotal.

Senti "um forte compromisso com Deus de evangelizar, a tal ponto que ajudava meu pai a pregar nos grupos de oração... e depois de um ano de experiência, depois de ler a vida de São Francisco de Assis, comecei a sentir o chamado... e comecei a discernir”. Assim, em 2005, começou sua formação no seminário Servos do Espírito Santo do movimento da Renovação Carismática.

Naquela época, seu irmão Andrés também participava da paróquia como catequista, leitor e em grupos de oração. "Vimos nele todo o perfil para o sacerdócio, mas ele não estava muito convencido e, aos poucos, essa experiência foi amadurecendo", até que em 2008 entrou no mesmo seminário que Ronal.

Em 2011, seu pai foi ordenado diácono permanente e em 2012 Ronal foi ordenado sacerdote. Mais tarde, Andrés foi ordenado sacerdote em 2016 e Jorge, o caçula dos quatro irmãos, completará seis anos de formação no mesmo seminário no final de 2020.

om Jorge, agora com 25 anos, foi muito "curioso", porque nasceu quando o ambiente familiar era de muita espiritualidade, tanto assim que a sua motivação para ir à escola era aprender a ler para poder ler a Bíblia, e era comum vê-lo pregar desde muito jovem, disse Pe. Ronal.

Pe. Ronal lembra que seu irmão dizia: “Não se surpreendam que eu fale de Deus sendo tão pequeno, porque em minha casa, desde que tenho uso da razão, meu pai e meus irmãos… seus debates na mesa são sobre teologia ... e assim, eu sempre ouvi falar da palavra de Deus".

Por isso, Pe. Ronal disse que, desde muito antes de Jorge manifestar seu desejo de ir ao seminário, “já em meu coração eu sentia que ele seria chamado à vocação sacerdotal, mas eu nunca lhe insisti, deixei que as coisas acontecessem em seu tempo”.

A cidade de Tulia é agora conhecida como o berço das vocações. "Pedimos aos bispos que nos dessem o dom da ordenação na paróquia de Nossa Senhora do Carmo e isso motivou uma vocação sacerdotal que não existia há 17 anos. Agora é mais comum haver vocações sacerdotais e religiosas”, destacou o Pe. Ronal.

Após sua ordenação, Pe. Ronal foi enviado para viver seus primeiros sete anos como sacerdote na Arquidiocese de Santiago de los Caballeros, na República Dominicana, onde serviu por três anos como vigário e por quatro anos como pároco da paróquia de Santa Lucía. Durante sua estadia, formou-se em psicologia graças a uma bolsa de estudos e viajou para os Estados Unidos, Caribe, Guatemala e Peru como pregador.

Em 2016, Pe. Ronal iniciou seu canal no YouTube, quando ajudou um sacerdote amigo a gravar áudios com reflexões do Evangelho enviadas pelo WhatsApp. Ao voltar para a República Dominicana, começou a gravar com uma câmera de celular e, com o tempo e o apoio de sua família, obteve os recursos para evangelizar melhor.

Atualmente, Jorge é seu braço direito em seus dois canais no YouTube: “Pe. Ronal Mauricio Pulido Martínez ”, onde difundem reflexões do Evangelho, a oração do Santo Terço e o Terço da Misericórdia Divina e a “Rede Internacional de Intercessão Católica”, que reúne pessoas de língua espanhola para prepará-las em um curso de sete meses chamado “Escola de Oração”, baseado no catecismo e na tradição da Igreja Católica.

Por sua parte, o Pe. Andrés, que este ano começou a dirigir a paróquia dos Sagrados Corações de Jesus e Maria na Arquidiocese de La Paz (Bolívia), juntou-se para apoiar nos canais do YouTube quando percebeu a necessidade da evangelização das pessoas, especialmente durante a pandemia da COVID-19.

"Meu irmão, Pe. Andrés, não tinha muito interesse [pelos meios virtuais]. Mas, realmente, o que conseguiu a integração de toda a família na evangelização digital foi a situação de confinamento”. Assim, conseguiu integrar seu irmão, pai, irmã e hoje “temos um programa diário no primeiro canal e todos participam”, disse.

No segundo canal, com quase 5 mil inscritos, “abrimos um grupo de oração, onde pregamos com meus irmãos. Cada um dirige uma parte. Eu faço a parte inicial, depois meu pai entra com a Palavra, depois Jorge com a oração a partir do Evangelho e o Pe. Andrés dirige a oração final de louvor”.

Pe. Ronal disse que sua mãe, falecida há oito anos, também "evangeliza conosco porque conversamos muito sobre ela, sobre o testemunho de tudo o que ela nos deu".

Pe. Ronal lembra que quando visitaram um mosteiro, “a superiora chamou minha mãe pelas grades, pegou as mãos dela e disse: ‘Senhora, você tem um ventre sacerdotal. Nunca vi algo tão incrível: seu marido é diácono e você é mãe de sacerdotes e vocações'”.

"Estamos evangelizando através dos dois canais, ambos nos uniram muito... o impacto foi intrafamiliar, a unidade, a comunhão, a evangelização, ser um testemunho para o povo", afirmou.

Pe. Ronal destacou que, durante a pandemia, seu primeiro canal conseguiu atingir o pico mais alto de inscritos. Disse que os testemunhos de seus seguidores expressam uma grande “sede de evangelização” e, em certos casos, também compartilham casos de conversões de pessoas afastadas da Igreja.

“No início do ano, o canal contava com 14.500 inscritos e hoje, em seis meses, estamos chegando a 40 mil; ou seja, as pessoas estão navegando na internet e estão procurando por Deus. É um dos impactos positivos da pandemia ... nos fez voltar para Deus", afirmou.

Além de seu trabalho de evangelização virtual, o Pe. Ronal foi morar em Bogotá no início deste ano para dar aulas no Seminário São Luís Beltrão, um seminário missionário que acolhe cerca de 100 jovens de 50 a 60 paróquias que pertencem às dioceses mais distantes do país, localizadas na Amazônia.

"Em cada um desses meninos ... estou construindo com a ajuda dos outros companheiros, os futuros párocos que vão dar a cara pela Igreja, por Jesus, nos próximos anos", em tempos difíceis, onde buscam atacar os dois pilares que Deus tem para sustentar o mundo: o sacerdócio, com escândalos, e a família, com a ideologia de gênero, disse.

Aos sacerdotes e leigos que queiram evangelizar nas redes, o Pe. Ronal aconselha que tenham "a convicção de que, por trás dessa câmera, você pode alcançar a pessoa que menos espera e que mais está precisando". A parte técnica é adquirida lentamente através da experiência, acrescentou.

"Segundo, peça conselhos a alguém que saiba e tenha mais experiência. Com esses dois fatores, é possível chegar muito longe nesta evangelização. Estou à disposição, se alguém precisar de algum conselho, pode escrever para o meu e-mail e eu o apoiarei, porque estou mais do que convencido de que isso é para compartilhar e que, quanto mais perto estamos, mais longe chegamos”, concluiu.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.

Retirado do site: https://www.acidigital.com/

Jovem, Cristo te chama...

Dúvidas? Entre em contato
91 3425-1108

Praça da Catedral, n° 368. Centro. Bragança-Pará.

secretario@diocesedebragancapa.org.br

Boletim de Notícias

Deixe seu e-mail para ser avisado de novas publicações